O papel do município no enfrentamento às drogas

Clique na imagem para assistir o Bate-papo

O Bate-papo com a CNM de sexta, 2 de junho, trouxe o debate sobre o enfrentamento às drogas pelos municípios e o trabalho em rede. A assistente social e consultora da Confederação Nacional de Municípios (CNM) Rosângela Ribeiro abordou a temática e apresentou as iniciativas da Confederação que trabalham a questão das drogas. O programa na íntegra pode ser acessado pelos canais da CNM no youtube (acesse aqui) e facebook (aqui).

“É uma questão de saúde pública que precisa ser trabalhada de forma intersetorial”, destacou Rosângela falando sobre a visão da CNM sobre a problemática Dentro dessa ótica, existe a lei federal 11.343/2006 que institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad). O Sistema traz orientação sobre como trabalhar o tema com uma abordagem que diferencia o usuário do traficante e que prevê um atendimento integrado envolvendo todas as áreas.

“Não existe uma receita pronta. Existem diretrizes gerais para que os municípios possam desenvolver suas ações com base numa política que pense na prevenção ao uso de drogas, redução de danos, como alternativa ao tratamento, e reinserção social”, explica Rosângela.

Entre as iniciativas da CNM, foi apresentado o Observatório do Crack, existente desde 2010, para levar aos gestores um panorama sobre a questão das drogas nos municípios. O Observatório é constantemente atualizado com informações enviadas pelas prefeituras.

Saiba mais sobre o Observatório

Reinserir

Sobre a Reinserção Social, Rosângela destacou que ela não deve ser tratada como a última etapa dentro de uma ideia de tratamento. Ela deve ser trabalha desde o início quando é feito o acolhimento do usuário. Para isso, o trabalho integrado se torna fundamental e dentro dessa ótica a CNM desenvolve um Projeto em 14 municípios do Seridó Paraibano chamado Reinserir (Projeto de Integração Local para a Reinserção Social).

O projeto trabalha com quatro objetivos principais: a identificação da rede de atenção psicossocial nos municípios integrantes e o desenvolvimento de atividades para que esses profissionais trabalhem de forma integrada; a capacitação da rede em temas correlatos a questão das drogas; o apoio e o subsídio técnico nas atividades desenvolvidas pela rede nos municípios; e o estímulo a Reinserção Social.

Em 2017, o Reinserir segue para o seu terceiro e último ano. Nessa fase, o foco está na preparação de seminários locais e regionais apresentação dos resultados.

Saiba mais sobre o Reinserir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Campanha
Viva seu Município
Publicações
Vídeo

© 2015-2017. Confederação Nacional de Municípios. Todo conteúdo do site pode ser reproduzido, desde que citada a fonte. | Portal CNM